Projeto Transformers

46427_550863868273613_128383678_n

Não são um filme, apesar de terem efeitos especiais. Não são uma banda desenhada, apesar de terem uma história. São transformers, jovens equipados com um desporto, forma de arte, talento ou capacidade, dedicados a fazer a diferença fazendo aquilo que fazem melhor na sua comunidade.

Assim, enquanto uns têm jeito para a organização, outros para a biologia da coisa, a medicina ou a gestão, outros são peritos em teatro, bateria, digeridoo, tocar guitarra, outros ainda em canto, stand-up comedy, surf, bodyboard, btt, graffiti ou break-dance, boxe, pintura, parkour, fotografia, cinema… No Transformers há lugar para todos, porque o lugar de todos é também o lugar de cada um.

Não são mais do que uma associação juvenil dedicada a combater problemas e desafios sociais emergentes mobilizando aquele que nos parece ser o activo da sociedade mais desaproveitado: a sua juventude – as nossas ideias, energia, motivação, dedicação, criatividade, optimismo, persistência e determinação.

A visão deste Projeto é, numa parceria para o desenvolvimento capaz de ultrapassar as fronteiras do Estado, sector privado, ONGs e sociedade civil, transformar a juventude numa geração de transformers. Na raíz desta transformação, está um programa de voluntariado que já mobilizou mais de 50 mentores dos desportos, formas de arte e actividades mais variadas para orientarem mais de 500 jovens em escolas, hospitais, centros de detenção, centros de acolhimento, bairros sociais e centrosde ensino especial a encontrarem no desporto, arte ou actividade com que se identificam uma forma de se exprimirem e intervirem positivamente na comunidade.

Nas palavras de Paola Antonelli, Curadora do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque e apoiante do Transformers:

“As many cultures all over the world know, dance is a universal language that needs no translation. It empowers people, makes them feel expressive and meaningful, able to communicate, seduce, intimidate, love and confront without hurting the enemy – at least not physically. I cannot think of a better and more benign weapon to offer to disenfranchised young people that do not own it, yet”

Link: Projecto Transformers

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s